Viva São João!

Viva São João!
Arraial de São João (2102), Assis Costa, Currais Novos/RN.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

STELA DO PATROCÍNIO: Uma estrela muito bem patrocinada

Esse pedacinho da nossa casa estará voltado a figuras que de alguma forma deixaram sua marca no âmbito da psiquiatria brasileira e mundial. E para iniciarmos em grande estilo, falaremos dessa mulher iluminada e cheia de versos que nos deixou registros cheios de inquietude, criatividade e beleza. Stela do Patrocínio é seu nome. Sabe-se pouco sobre sua história de vida: nascida aos 9 de janeiro de 1941, foi admitida no Pedro II aos 21 anos de idade e transferida quatro anos mais tarde para a Colônia Juliano Moreira-RJ, onde permaneceu por quase trinta anos sem nunca ter saído de lá. Aos 45 anos, Stela conheceu um grupo de profissionais que dariam voz às suas falas. A artista plástica Neli Gutmacher e seus estagiários foram convidados para montar um ateliê na então Colônia Juliano Moreira e aos poucos, foram percebendo o grande talento de Stela, a fala. Eram os sinais da Reforma Psiquiátrica e Stela acabou se beneficiando deste movimento. Os registros da poesia inquieta e avassaladora de Stela foram gravados e transformados num livro: Reino dos bichos e dos animais é o meu nome, com organização e apresentação de Viviane Mosé. Em 2007, esses registros também foram pras telas de cinema através do curta-metragem "Stela do Patrocínio - A mulher que falava coisas" com direção de Márcio de Andrade. Confira um pouco da poesia dessa Strela.

Meu passado foi um passado de areia
Em mar de Copacabana
Cachoeira de Paulo Afonso
Bem dentro da Lagoa Rodrigo de Freitas
No Rio de Janeiro

O futuro eu queria
Ser feliz
E encontrar a felicidade sempre
E não perder nunca o gosto de estar gostando

O que eu penso em fazer da minha vida
É encontrar a felicidade, ser feliz
Ficar gostando e não perder o gosto
Ser feliz
Encontrar a felicidade
E não perder o gosto de estar gostando

-------

Você está me comendo tanto pelos olhos
Que eu já não tenho de onde tirar força
Pra te alimentar

-------

Olha quantos estão comigo
Estão sozinhos
Estão fingindo que estão sozinhos
Pra poder estar comigo

Postado por: Paula Érica

7 comentários:

angeljosue disse...

Por favor indique aquí

http://angeljosue-revelaciones.blogspot.com/

Golfinhos disse...

Parabéns a equipe pelo lindo trabalho desenvolvido, em especial a minha amiga Paula Érica. Felicidades e boa sorte.

Um forte abraço. Beijos

Golfinhos disse...

Vanize

GERFERSON NEFTALI disse...

parabéns PAULA. vc é uma Poetisa de mão cheia... que os ventos sempre te tragam de volta. vc arrebentou na recitata. ótima!! rs
um grande beijo com o desejo de contato permantente. abraços,
gerferson neftali
e-mail e msn: g.neftali@hotmail.com
http://ventosbrandos.blogspot.com

Grupo Casarão de Poesia disse...

que poesia linda....pureza extrema! fique arrepiada... vou procurar mais strelas por aqui!

beijos...

CALABOUÇO DO SABER disse...

Existem anonimamente inúmeras estrelas patrocinadoras de um saber e viver silenciado pela sociedade... os rasgos e lampejos de luz, pra não confundir com lucidez, creditam aos profissionais um desejo desejante de continuar na luta... pequena, pequenina, quase invisível na desconstrução do louco e da loucura

CALABOUÇO DO SABER disse...

As anônimas patrocinadoras de um saber silenciado pela sociedade de controle e regulação social... mas as vozes não calam, sempre falam e nos dizem algo do qual, sequer soubemos traduzir nas palavras e nos signos linguísticos...