Viva São João!

Viva São João!
Arraial de São João (2102), Assis Costa, Currais Novos/RN.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

IM(PRESSÕES)AUDITIVAS

Autorretrato com a orelha cortada, de Vincent Van Gogh (1889)

Que vozes são essas
que me interrompem
e rompem
meus minutinhos sagrados?

deus, mãe, monstros?

Suspendem-me
acima dos varais
dos muros, prédios, telhados, luas...

No cimo dos meus olhos cansados
como paralelepípedos
em dias de procissão



Paula Érica

Postado por: Paula Érica

5 comentários:

Georgina disse...

Que belo blogger... achei de uma incrível oportunidade, o trabalho do Caps Currais Novos/RN ser divulgado da forma como está sendo: através da net. É muito bom ver que o este Caps é de fato um espaço de convivência, onde vocês adotam e abraçam projetos de ressorcialização e resgate a cidadania (como este de música, mostrado e coordenado por Paula Érica, em Caicó/RN)...muito bom contar com vocês... e a você Paula Érica, terei de chamá-la de "nossa", por que sei o quanto já fazes parte da vida deste Caps, parabéns, que você continue a nos deliciar cada vez mais com suas idéias pra lá de geniais!!! bju a todos. Georgina Patrícia

Mulher na Janela disse...

eis que finalmente os poemas saem da redoma, hein menina?
que coisa mais linda... "suspendem-me acima dos varais"...demais!

beijos...

mariamenina disse...

Liiiiiiiiiiiiiinnnnnndoooooooo. amei o blog, os textos, com certeza vou recomendar e visitar sempre. Érica, vc e a equipe estão de parabéns por esse trabalho tão importante e tão desafiador. Parabéns pra todos.
Beijos.
Elina

José Gomes de Oliveira Filho disse...

Parabéns pela iniciativa do blogger, onde podemos ver a divulgação das atividades desenvolvida pelo CAPS Currais Novos.
Essa a Equipe do CAPS é demais, todos estão de parabéns continue assim, sei que é um trabalho desafiador e muito importante dentro de nossa cuminidade. PARABÉNS....

Gomes - Secretário de Saúde

luma carvalho disse...

lindo o blog e belíssimo o poema!
fico feliz por enfim se mostrar em versos... gosto do que escreves, porque gosto do que sentes...

beijos na alma
com sabor de "por que somos tão parecidas, hein?"

luciana
luma
lua